Mercado agropecuário e notícias LeBov

JBS investe r$ 45 milhões em práticas de bem-estar animal

Ações introduzidas nas cadeias produtivas de bovinos, aves e suínos reforçam compromisso da Companhia em ser referência no setor

Estar na vanguarda das boas práticas de bem-estar animal e ser reconhecida como uma das principais referências do assunto no mundo. Com base nessas premissas, a JBS vem desenvolvendo inúmeras iniciativas em toda sua cadeia produtiva e, nos últimos dois anos, já investiu R$ 45 milhões em treinamentos de equipes, produtores e parceiros, compras de equipamentos, melhorias nas instalações de plantas, renovação de frotas, entre outras ações. O compromisso assumido pela JBS abrange as operações de bovinos, aves e suínos, de modo a garantir as cinco liberdades fundamentais dos animais. São elas: livre de sede, fome e má nutrição; livre de desconforto; livre de dor, injúria e doença; livre para expressar seu comportamento normal; e livre de medo e estresse. Os esforços já começaram a gerar resultado. Na última edição do relatório The Business Benchmark on Farm Animal Welfare (BBFAW), a Companhia elevou seu rating do nível 3 para 2, aumentando em 25% sua pontuação em relação à última edição do estudo. Somente no ano passado, a JBS promoveu no Brasil treinamentos com aproximadamente 15 mil colaboradores e produtores, com o objetivo de disseminar as melhores práticas de mercado em toda a cadeia produtiva. Para gerenciar o tema, a Companhia conta com equipes multidisciplinares e especializadas em cada tipo de proteína, responsáveis por implementar e monitorar as ações de bem-estar animal. Todas as operações possuem check lists para avaliar os indicadores desenvolvidos com base nas legislações vigentes, exigências de clientes e certificações nacionais e internacionais. Essa rotina inclui: desenvolvimento de planos de ação estruturados em casos de desvios, densidade no transporte e condições adequadas no descarregamento, ambiência e condições na espera, eficiência da insensibilização, tempo de jejum, entre outros fatores.

 

Bovinos

A JBS é a única empresa do setor, no Brasil, que possui câmeras de monitoramento para avaliação dos indicadores de bem-estar animal em 100% de suas unidades. Com isso, acompanha o processo desde o desembarque até o abate do gado, contribuindo para que os colaboradores adotem boas práticas durante o manejo dos animais.

Em linha com seu compromisso com o tema, a JBS lançou, no início de 2018, o Selo da Cadeia de Fornecimento, que atesta o cumprimento de padrões internacionais e requisitos de interesse comum, incluindo a adoção de boas práticas de bem-estar animal de todos os clientes e mercados atendidos pela JBS Carnes. O selo conta com auditoria realizada pelo Serviço Brasileiro de Certificações (SBC).

No último ano, a Companhia renovou a frota boiadeira, com pontos de melhorias para o bem-estar animal, como um elevador hidráulico para embarque e desembarque dos animais, eliminando o uso de escadas. Atualmente, a empresa conta com mais de 100 novas carretas com capacidade de 54 bois cada e, até o fim de 2018, a frota deve contar com cerca de 200 veículos. Hoje, 100% dos motoristas da JBS e terceiros são treinados em bem-estar animal, recebem certificados e assinam um termo de responsabilidade sobre essa política.

A empresa também mantém parcerias com as maiores referências globais no assunto, como a pesquisadora Temple Grandin, que vem ao Brasil no mês de julho para mais uma rodada de capacitação com profissionais que atuam diretamente com bovinos. No Brasil, as plantas da JBS foram construídas respeitando e cumprindo os princípios definidos por Temple. A Companhia também apoia projetos sobre o tema conduzidos pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e pela Universidade de Londres.

 

Aves

Em agosto de 2017, a JBS assumiu o compromisso de comprar ovos comerciais, que são utilizados como ingredientes em seus produtos, somente de granjas que contem com galinhas criadas livres de gaiolas. Até 2020, os produtos fabricados pela JBS no Brasil não farão mais uso de ovos provenientes de aves confinadas, o que demonstra o quanto a empresa acredita que as práticas que garantem o bem-estar animal em todas as etapas do processo de produção são fundamentais para a sustentabilidade dos negócios.

Além disso, para aumentar o rigor das auditorias internas periódicas realizadas, foi feita a revisão das Normas Técnicas Corporativas e dos check-lists de auditoria interna. Paralelamente, as notas das auditorias internas foram incorporadas ao Painel Gerencial de Qualidade, permitindo melhor gestão e acompanhamento dos resultados das práticas de bem-estar animal, possibilitando maior atuação na resolução de problemas, que são tratados em planos de ações.

 

Suínos

Na cadeia de suínos, a Seara assumiu o compromisso para fazer a transição do sistema de produção que utiliza gaiolas de gestação individuais para gaiolas de gestação coletiva até 2025, enquanto o mercado trabalha com o prazo para finalizar esse processo até 2026. Hoje, esse índice é de 45%. Para que a meta seja totalmente cumprida dentro do prazo, a Companhia tem apoiado seus fornecedores integrados no cumprimento deste padrão, de forma com que toda sua cadeia de produção esteja adaptada ao novo sistema.

Neste segmento, as equipes de bem-estar animal participaram de treinamentos realizados pela ONG World Animal Protection, além de outras capacitações organizadas pela Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) e pela Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS). Ainda em 2017, as notas das auditorias internas foram incorporadas ao Painel Gerencial de Qualidade, trazendo maior visibilidade dos resultados das unidades a respeito das práticas de bem-estar animal.

 

Sobre a JBS

A JBS é uma das líderes globais da indústria de alimentos e conta com cerca de 230 mil colaboradores, em mais de 20 países. A Companhia possui um portfólio de marcas reconhecidas pela excelência e pela inovação, como Friboi, Moy Park, Pilgrim’s Pride, Primo, Seara, Swift, Gold’n Plump, entre outras, que atendem 350 mil clientes de mais de 150 nacionalidades em todo o mundo. Com foco em inovação, essa diretriz se reflete também na gestão de negócios correlacionados, como couros, biodiesel, colágeno, higiene pessoal e limpeza, invólucros naturais, soluções em gestão de resíduos sólidos, embalagens metálicas e transportes. A JBS adota as melhores práticas de sustentabilidade em toda sua cadeia de valor, e monitora seus fornecedores de forma constante por meio do uso de imagens de satélite, mapas georreferenciados das fazendas e acompanhamento de dados oficiais de órgãos públicos, além de conduzir suas operações com foco na alta qualidade e na segurança dos alimentos. As melhores práticas de Bem-Estar Animal guardam estreita relação com o sucesso das operações da JBS, que trata o tema com extremo rigor e tem investido cada vez mais no aprimoramento de ações que sigam as melhores práticas de mercado.

Voltar